Mahou Tias #051 – A Surra

Mahou Tias (Logo sob fundo verde)

O pai de Laura correu na direção da mulher, que fez o braço ser envolvido por uma luz vermelha, e atravessou o peito do homem.

– Getúlio – Gritaram Jat e Mario juntos.

O corpo do pai de Laura caiu sem vida, enquanto Leidiane e o marido corriam na direção da mulher.

Mario pegou uma metralhadora e começou a atirar. Jet fez dois jatos, contínuos de fogo, saírem das mãos e atingirem a mulher.

Porem os ataques não estavam causando dano algum. O corpo da mulher estava todo envolvido pela estranha luz vermelha, que a protegendo.

Faísca disparou um raio, Bolinha e Wind juntaram seus poderes criando um poderosos tubo de água, que se juntou ao raio de Faísca, e as chamas de Jat, causando um enorme estrondo.

Porem a mulher não sofrei dano algum. Ela começou a bater palmas e falou:

– São fortes. Não nego, mas eu sou mais.

Vagner foi sorrateiro por traz da mulher e a agarrou, tentando aplicar um mata leão. Porem o homem amoleceu, largou a mulher e caiu no chão.

Bolinha correu um socorro do marido, e pode reparar que a mulher fez surgir espinhos, também feitos de luz vermelha, nas costas. Espinhos estes que perfuraram Vagner em oito pontos diferentes:

– Quem é você?!!! – Perguntou o pai de Ricardo aos berros.

– Eu não sou de ficar falando meu nome para defuntos. – Respondeu a mulher que saiu correndo na direção do homem.

Os que tinham armas passaram a atirar inutilmente na mulher, que se aproximou do pai de Ricardo e tentou enfiar a lança em seu peito.

Ao invés de tentar atirar, o homem usou a arma para desviar a trajetória da lança, se salvando.

Então após se desviar, o pai de Ricardo golpeou a mulher com o cano da arma. O som foi de como se o metal tivesse se chocado contra a rocha.

A mulher fez a lança virar uma espada, que permanecia-lhe envolvendo o braço, tentando efetuar um corte na cintura do homem, que se defendeu com o cano da arma, se afastando.

Ricardo e a mãe sentiram um misto de orgulho e alivio, pois um homem sem preparo tinha se saído bem.

Wind fez uma rajada de vento sair de sua mão e atingir a mulher, que caiu sentada, sem entender o porquê.

Quando ela tentou se levantar, percebeu que havia, algo que lembrava um cipó, enrolado em seu tornozelo.

Bolinha aproveitou a distração da mulher, envolvendo a cabeça dela com uma bolha de água.

A mulher se levantou rapidamente, tentando correr mais rápido do que Bolinha podia mexer a bolha. Porem a mulher percebeu que a bolha não era controlada, que ela estava envolvendo sua cabeça, por isso se mexia junto.

Fazendo a luz que envolvia sua cabeça mudar de forma varias vezes, a mulher desfez a bolha, e deu uma forte inspirada no ar.

Em seguida Wind tentou fazer o ar sair de dentro dos pulmões da mulher, sem sucesso.

A mulher correu na direção de Bolinha, se desviando de novos jatos de água, que tentavam recriar a bolha, golpeando Tatiane nos seios, com um bastão de luz vermelha, assim que teve alcance.

Bolinha caiu no chão, sobre o corpo do marido, sem reação.

Vagner com a voz fraca colocou a mão na cabeça da esposa xingando a mulher.

Augusto não gostou daquilo, pois até aquele momento, eles só tinham conseguido derrubar a mulher e nada mais.

Pamela, que permanecia deitada, queria fazer algo mais do que aplicar uma rasteira, que não havia adiantado de nada.

Mario, Tiago, Otavio, o pai de Ricardo e o de Viviane, fizeram uma troca rápida de sinais entre si, combinando algo.

Em seguida, eles correram até a mulher e a cercaram, tentando atacar com as armas, as usando como porretes.

A mulher cruzou os braços e ficou recebendo os ataques, sem esboçar reação alguma. Quando ela percebeu que eles estavam cansados de tanto bater, ela esticou os dois braços para os lados, fez ambos virarem espadas, e girou, cortando os cinco rapidamente, sem dar chance para defesa.

Estela, Debora, Viviane e a mãe de Ricardo, pegaram armas e correram na direção da mulher, atirando e a amaldiçoando.

Porem rapidamente a mulher cortou e agrediu cada uma das que a tinham atacado, as derrubando, sem que estas tivessem condições de se levantar.

Ricardo olhou em volta procurando algo que pudesse salvar a todos, mas não encontrou.

Augusto correu até o caminhão, e o ligou, afundando o pé no acelerador na direção da mulher.

A mulher deixou que o caminhão se aproximasse, e quando ele se aproximou, fincou uma lança na parte da frente do capo dando um jeito de saltar, fincou a segunda na parte de cima para se estabilizar, em seguida atravessou o para-brisa, e o estomago de Augusto com o braço que havia usado para dar o primeiro salto.

Ela pulou de cima do caminhão ates que ele tombasse. Rolou no chão na direção de Ricardo, e ficando de pé rapidamente, aproveitou a surpresa do rapaz, para abri-lo na diagonal, da cintura até o ombro.

Faísca foi puxada por Jat e Wind que tentavam se reorganizar próximas a Pamela.

Nenhuma delas estava preparada para aquilo, nenhuma delas sabia o que fazer, elas já davam a derrota como certa.

Porem algo brilhou e a mulher foi jogada longe sem a luz vermelha a envolvendo.

Jat ficou boquiaberta ao ver Laura com uma criança em seus braços, montadas em seu cavalo, que agora tinha asas.

Continua…


Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários