Mahou Tias #059 – As Frutas Elementais

Logo de Mahou Tias em fumdo amarelo

Raquel estava no inferno, mas ela sabia que estava viva.

Laminas e lixas corriam por dentro de seu corpo, pelas veias, pelos nervos e por sobre a pele, enquanto era queimada pelo fogo.

Ela não sentia o tempo passar, em meio a tanta dor, um segundo era uma eternidade.

Porém, da mesma forma que começou, a agonia parou, e ela se viu amarrada e amordaçada atrás de uma poltrona.

Ela se sentiu mal, estava magra, desidratada, e coberta por suas fezes e urina.

Ela se arrastou para fora do esconderijo da poltrona, e tentou usar a sua energia para cortar as cordas de luz vermelha.

Porem ela estava muito fraca, e desmaiou. Quando ela acordou, estava dentro de uma banheira que estava cheia de água.

Ela olhou para a esquerda e viu azulejos, olhou para a direita, e viu seu mestre sentado sobre a tampa da privada, com um oPad no colo.

Jorge olhou para ela e falou:

– Tome banho, você precisa comer algo. E a sua sujeira, você vai ter que limpar. Não deixo faxineiras entrarem naquela sala.

Raquel acenou a cabeça afirmativamente. Jorge questionou:

– Foi a pior agonia da sua vida não foi?

– Sim senhor… Pareceu uma eternidade. – Respondeu Raquel.

– Lembre-se, agora você não pode mais brincar, você deve planejar… Se morrer, passara por isso o resto da eternidade. – Falou o homem.

Após terminar o banho, se vestiu e foi beber, comer e dormir.

Antes que ela pegasse no sono seu mestre lhe falou que ela faria uma plástica, pois ele não queria que uma procurada fosse vista com ele.

Raquel perguntou como ele esconderia a cirurgia. Ele respondeu dizendo que um cirurgião plástico devia alguns favores a ele.

Raquel dormiu por dois dias e meio, acordando apenas para ingerir líquidos e ir ao banheiro.

Ela acordou na quinta por volta das dez da manha, e ficou no quarto esperando ordens do mestre.

Por volta da hora do almoço uma empregada, levou comida para Raquel, e instantes depois, Jorge entrou no quarto e entregou um livro para que ela lesse, e quando ia saindo, Raquel perguntou:

– Se não quer que eu seja vista, por que deixa as empregadas me verem?

– Algumas empregadas, são de confiança. – Respondeu Jorge.

Raquel pegou o livro, e viu que na capa estava escrito em latim, “Artefatos Místicos Do Mundo”.

Lendo o livro, ela encontrou informações sobre coisas naturais ou manufaturadas, que tinham por natureza, ou de forma imposta, habilidades sobrenaturais.

Porem um capitulo chamado “As Frutas Elementais”, lhe chamou bastante a atenção.

O capitulo dizia que haviam dez frutas, duas para cada elemento, e que elas tinham uma ligação direta com os espíritos regentes da natureza.

O capitulo também falava da habilidade de esconder a identidade de quem comesse a fruta, matando, quem por ventura descobrisse a identidade sem a autorização daqueles que as haviam comido, ou de pessoas de sua total confiança.

As páginas ainda diziam que a única forma de tirar a fruta daquele que a comeu, era através da morte do mesmo.

Raquel começou a rir, apreciando o fato de que teria que matar as mulheres mágicas.

Quando, após o jantar, Jorge foi até o quarto de Raquel, ele questionou:

– O que achou do livro?

– Esclarecedor! – Respondeu Raquel.

– Acredito que você tenha entendido o porquê nós não podemos ingerir aquelas frutas. – Falou Jorge.

Raquel ficou com cara de interrogação e Jorge falou:

– Nós que comemos almas, somos desprezados pelos regentes da natureza. Eles nunca vão aceitar que um de nós fique de posse das frutas.

Raquel abaixou a cabeça e perguntou deprimida:

– Eu posso me vingar pelo menos?

– Se quer correr um risco destes para nada, quem sou eu para impedir. – Respondeu Jorge.

– O senhor não vai me ajudar.? – Questionou Raquel, surpresa.

– Vou terminar seu treinamento. Eu não tenho interesse em lutar por algo que não posso usar. – Falou Jorge.

– Mas eles derrotaram sua aprendiz! Não é como se tivessem derrotado você? – Questionou Raquel.

– Minha aprendiz perdeu pelos erros dela, não pelos meus. – Respondeu Jorge.

Após isto, ele deixou outro livro com Raquel, e saiu deixando Raquel sozinha com o livro.

Continua…


Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários