Mahou Tias #077 – A Ameaça De Raquel

Logo de Mahou Tias em fumdo amarelo

As supermulheres, estavam sobrevoando São Nunca, há procura de Raquel, sem saber por onde começar.

Uma coisa que elas tinham em mente, era não se dividir, pois temiam que separadas, pudessem ser derrotadas uma a uma.

Elas passaram pelas periferias, e em seguida pelas regiões nobres da cidade, mas não encontraram nada.

Jat sugeriu que elas fossem procurar na fabrica abandonada da Nunca + Brinquedos, pois a bruxa se esconder lá, seria bem possível.

No entanto, quando chegaram lá, já haviam várias viaturas da polícia cercando o local. Quando elas entraram, se deram conta de que os policiais haviam tido a mesma ideia, pois eles já vasculhavam o local.

As Mahou Tias, perderam a noite e a madrugada buscando por Raquel, sem êxito.

Stefani, sem dormir, foi para a escola, mas foi impedida de entrar pela diretora, que alegava que a presença da garota no local, colocaria os alunos em risco.

Sem argumentos, Stefani foi obrigada a voltar para casa. Estela não gostou de saber que a filha fora proibida de entrar na escola, no entanto, não tinha como contra argumentar o que a diretora havia dito.

Após dormir o resto da manha, Stefani almoçou e foi para a casa de Tatiane, que cuidava do marido.

Lá as duas mulheres magicas e Vagner ficaram pensando em formas de atrair Raquel.

Leidiane, tinha trabalhos relacionados a suas lojas e grife, Jessica tinha pacientes, e Pamela por sua vez teve que cuidar do mercadinho de Augusto.

No dia seguinte, muito provavelmente por temerem ataques ao hospital, os médicos deram alta para Augusto.

Assim que saiu do hospital e foi para casa, Augusto sugeriu, infeliz por não poder acompanhar, que as Mahou Tias ficassem ao redor da casa de Viviane, já que Raquel havia atacado por lá.

Ele também sugeriu que se a vigília na casa de Viviane não adiantasse nada, que elas passassem a investigar os ex-funcionários da Nunca + Brinquedos, que alias, haviam parado de ser encontrado mortos ou feridos.

Elas passaram o resto da terça, e o inicio da quarta, empoleiradas sobre a casa de Viviane, porem, Raquel não deu as caras.

No entanto as supermulheres notaram que vez ou outra, viam um dos urubus zumbis de Raquel as vigiando.

Elas não sabiam dizer a quanto tempo os animais faziam aquilo, já que só notaram naquele momento.

Elas deixaram bem claro para o urubu que o haviam percebido, o encarando. Porem ele permaneceu parado encarando de volta.

Faísca se irritou e atirou um raio no bicho, que não se desviou caindo do topo do poste em que estava.

Depois que colediu com o solo, o animal se levantou, sacodiu as asas, e voltou para o topo do poste.

As mulheres magicas continuaram encarando o animal, que após várias horas voou até elas, pousou em um fio e passou a falar com uma estranha voz feminina:

– Suas vadias! Acabaram com a minha vida! Me expuseram para o mundo, se acham que vão me pegar, estão enganadas…

– Vamos sim! – Exclamou Faísca.

– Ah é… Eu modifiquei meu corpo e minha voz… Como farão isso?

As mulheres magicas entenderam que Raquel havia feito plásticas, e ficaram apreensivas com isso.

Jat resolveu contar vantagem e falou:

– Nós ficamos mais fortes!

– E dai? Eu também fiquei.

– Juntas somos mais fortes!!! Gritou Wind.

– Pelo contrario, são mais fracas… Já que juntas, vocês deixam seus parentes desprotegidos.

Quando ouviu isso Bolinha saiu voando em disparada para a própria casa. Quando as outras se deram conta do que tinham ouvido, fizeram o mesmo.

Continua…


Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários