Mahou Tias #080 – A Força De Adubo

Logo de Mahou Tias em fumdo amarelo

Adubo sabia que tinha problemas, pois Raquel poderia estar ameaçando tanto Augusto, quanto seus pais adotivos.

Por causa da distancia, a mulher resolveu passar primeiro na casa de Augusto.

Quando chegou lá, se deparou com uma serpente com asas tentando agarrar o homem que se defendia com uma cadeira, que aparentava estar queimada e derretida.

A batalha entre Augusto e a serpente ocorria no quintal, local onde o homem tinha alguns vasos e uma pequena horta.

A serpente voadora não era tão grande, tinha a altura de Stefani, e não era tão larga.

Adubo fez as plantas que estavam nos vasos crescerem, criarem cipós, os movendo na direção da criatura, que por estar distraída com o homem, não percebeu o ataque.

Assim que os cipós agarraram a serpente, Adubo pulou sobre ela, lhe quebrando ambas as asas.

A criatura caiu no chão, começando a cuspir pequenos jatos de fogo, os quais não atingiram Adubo, e foram fáceis para que Augusto se desviasse.

O homem, aproveitando que a namorada estava sobre a criatura, foi até um quartinho que ficava no quintal, pegou uma serra elétrica, ligou na tomada, e se aproximou do monstro para decapta-lo.

Augusto percebeu que as escamas vermelhas que envolviam o corpo da criatura, não sediam. Então aproveitou um intervalo entre as cusparadas de chamas do bicho, lhe enfiando a ferramenta na boca.

A criatura soltou uma espécie de guincho, enquanto tinha sua garganta serrada pela lamina, que já não era mais tão afiada, por ter sido gasta nas escamas.

Quando tiveram certeza que a serpente havia morrido, ambos ficaram aliviados, mas Adubo se lembrou de seus pais, e ficou preocupada, achando melhor ir visita-los.

Augusto quis ir junto, e subiu nas costas da namorada, que voou e o levou consigo.

Alguns minutos após ter decolado, Adubo ouviu Wind perguntando no comunicador se todos estavam bem. Para o desespero de Adubo, apenas ela respondeu.

Wind perguntou onde Adubo ia, e a mulher explicou. A mulher dos ventos pediu para que assim que possível Adubo fosse até a casa de Faísca. A controladora das plantas confirmou que faria e seguiu seu caminho.

Ao chegar na casa dos pais, viu os dois na rua sendo atendidos por alguns visinhos.

Adubo recuou, deixou Augusto algumas ruas distantes do local, e voltou para ver o que havia acontecido.

Ela se aproximou dos moradores que cercavam seus pais e perguntou o que estava acontecendo.

Uma senhora explicou que havia uma aranha monstruosa na casa dos idosos, e que uns traficantes locais a haviam espantado, lhe dando tiros.

Ouvindo isso, Adubo para disfarçar, perguntou onde era o local, e após receber a indicação, foi ver o que estava acontecendo.

Quando a mulher entrou na casa, não encontrou nada, porem, viu um enorme buraco na parede dos fundos, e saiu através dele para tentar encontrar o que quer que fosse que tivesse feito aquilo.

Assim que saiu, viu sinais estranhos no chão, e os foi seguindo.

Os rastros entravam na mata que ficava atrás da casa, e continuavam seguindo.

No fim dos rastros adubo encontrou uma enorme aranha de escamas vermelhas tentando subir em uma árvore. Adubo olhando em volta gritou para a criatura:

– Você fez mal em fugir pra cá… É meu território.

Adubo respirou fundo e sedeu toda sua energia para o local. Árvores, grama, terra e plantas se expandiram e cresceram, um serie de cipós envolveu a aranha e começou a aperta-la, porem ela não era esmagada.

No entanto, cada vez mais plantas e mais cipós se juntavam a tentativa de esmagar a criatura. No fim, as forças daquela mata somadas foram tantas, que Adubo ouviu algo se partir, uma duas, três, varias vezes.

Assim que as plantas se afastaram, a mulher pôde ver uma aranha completamente destruída e sem vida.

Quando a mulher ia voltando para a rua, viu a casa de seus pais desabando na direção de onde a aranha tinha quebrado a parede.

Ela ficou parada imaginando onde os pais morariam dali em diante.

Continua…


Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários