Mahou Tias #083 – Um Grito

Logo de Mahou Tias em fumdo amarelo

Wind ficou observando Bolinha por algum tempo. A mulher foi se sentindo melhor conforme as horas iam passando.

Felizmente após duas horas, as duas descobriram que o veneno não era letal, mas causava uma certa paralisia e tontura.

Mesmo constrangido, Tiago ajudou Jat a se lavar, até tirar o ácido do corpo, já que ela estava bastante dolorida para fazer isso sozinha.

Mario não pôde ajudar, pois estava envolvido nas buscas por Raquel.

Estela pegou o comunicador de Stefani, e avisou as outras a respeito do que tinha acontecido.

Adubo também passou seu relatório, avisando que não poderia ir até a casa de Faísca, pois um dos monstros de Raquel havia destruído a casa de seus pais.

Augusto fez os abalados pais de Pamela se hospedarem em sua casa, até que pensassem em uma solução.

Estela queria ir consolar os pais de Pamela, mas no entanto, Stefani ainda estava transformada e desacordada, para ser deixada sozinha.

Na cabeça de Estela, mesmo a cena sendo chocante, ela imaginava que a filha não sofreia danos reais por ser ligada aos raios.

Raquel parecia saber que suas criaturas haviam perdido, pois vários de seus urubus começaram a sondar as casas das cinco mulheres magicas.

Viviane ainda estava inconsciente na UTI, com relatórios médicos, de que sua condição era estável, porem ainda era critica. O que era certo, era que a garota havia ficado cega do olho esquerdo.

Faísca acordou por volta das vinte horas, dolorida, e com sinais de queimadura pelo corpo.

Pamela queria estar perto dos pais para conforta-los, então, assim que foi possível, as cinco mulheres magicas, Mario, Tiago, os pais de Stefani e até Vagner, se reuniram na casa de Augusto.

Enquanto todos discutiam o que fazer, foi possível ouvir vindo do rádio de Tiago, que uma mulher encapuzada estava fazendo reféns no principal shopping da cidade, o Terra do Nunca. Os relatos diziam que apesar de atiradores de elite acertarem tiros na suspeita, as balas não a atravessavam.

Eles ligaram a TV, e vários canais já transmitiam, imagens do local, e reportavam que a bruxa exigia que as supermulheres se entregassem.

Jat para não complicar seus maridos, sugeriu:

– Sei que estamos machucadas, mas, é melhor ir enfrentar ela.

Um silencio tomou conta do local, enquanto uma a uma as outra Mahou Tias davam seu aval acenando com a cabeça.

Todos se despediram sem trocar muitas palavras, era de entendimento geral que ninguém havia morrido, até aquele momento por sorte.

Quando as mulheres estavam se preparando para sair, Faísca viu Adubo ao lado de Estela, notando algo familiar nas duas.

As cinco voaram até o topo do shopping e devagar foram descendo até o andar onde a bruxa mantinha pessoas reféns.

Quando os policiais da força tática viram as cinco chegando, arregalaram os olhos, pois eles não esperavam que elas fossem se entregar.

Quando um grupo de soldados começou a caminhar na direção delas, com algemas nas mãos, Bolinha falou:

– Não viemos nos entregar, viemos terminar o que não terminamos.

Os policiais pararam e uma voz igual a que saiu do urubu falou:

– Eu não sou idiota… Revelem suas identidades.

– Que garantias nós temos, de que você vai soltar os reféns. – Questionou Jat.

– Quem falou em soltar reféns…

Quando a voz terminou de falar, ouviu-se saindo de uma grande loja, um grito único, mas que vinha de várias pessoas, que foram perfuradas por uma chuva de lanças vermelhas que caiu do teto da loja.

As cinco olharam horrorizadas para a mulher, que fez um gesto com as mãos, começando a engolir as almas dos que havia acabado de matar.

Laura, que estava observando tudo a distancia, ao ver a cena, gritou para as mulheres magicas:

– Ela vai destruir essas almas, parem ela!

As cinco voaram por cima dos soldados, na direção da mulher para ataca-la.

Continua…


Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários