Mahou Tias #090 – O Ataque De Ganu

Logo Vermelho

A noticia do pedido de casamento feito a Pamela, se espalhou rapidamente entre as Mahou Tias e seus familiares.

Pouco antes da meia noite, a novidade era a de que Viviane havia saído do coma, e apesar de lucida, ainda espirava cuidados pelos médicos.

No dia seguinte, um domingo, Stefani pegou a mãe conversando com a avó por telefone. Estela contava a mulher sobre o casamento do pai com Pamela.

Estela ficou ouvindo a mãe falar por um bom tempo, e depois de se despedir desligou. Stefani parou ao lado da mãe perguntando:

– O que a vovó falou?

Estela suspirou e respondeu:

– Ela disse que por mais que isso a desagrade, ele é meu pai e não posso abandona-lo… Ela disse pra aceita… A Pamela não estava envolvida com seu vô, quando ele se separaram… Ela só vai ser outra vitima.

Stefani, com cara de boba, deu de ombros e falou:

– Caramba, a vovó ta bem conformada. Será que ela também ta namorando e não quer contar?

– Sua vó não que cueca cagada pra lava… Não sei se acho bom ou ruim. – Falou Estela esboçando um sorriso.

Pouco antes da hora do almoço, Tiago, avisou as cinco mulheres magicas, que Ganu estava atacando o canteiro de obras da construção de um prédio.

As cinco se transformaram, se reuniram no topo do shoppin Terra do Nunca, e se dirigiram para o local da ocorrência.

Quando chegaram lá, o lugar estava uma bagunça. Ganu havia derrubado a estrutura metálica que seria usada para colocar as placas de cimento com plantas. Ele também havia arrebentado canos fazendo água jorrar para todos os lados.

Água essa, que ele passou a usar como arma para atacar os operários, que corriam desesperados, ou apenas se deitavam, esperando não ser atingidos.

Jat sem avisar, voou na direção do índio, já disparando um poderoso jato de fogo.

Ganu contra-atacou com um jato de água igualmente poderoso.

O vapor tomou conta do lugar. Faísca aproveitou e disparou um raio na direção de Ganu, que se desviou em cima da hora.

Bolinha usou a água que vazava dos canos para molhar Ganu. Wind fez um siclone de ar potencializar a força da água, que acabou se congelando, se transformando em pequenas lanças, as quais o índio derreteu com fogo.

Nervoso Ganu envolveu o corpo em fogo, e foi para o corpo-a-corpo com Bolinha, que após levar uma sequencia de socos no rosto, conseguiu molhar Ganu.

Adubo osou as plantas de Ganu contra ele, fazendo com que elas criassem um cipó que se enrolou no pé do homem.

Ganu e Adubo ficaram disputando o controle sobre a planta. Faísca aproveitou e atirou um raio certeiro em Ganu, que caiu.

Mesmo tento o índio envolveu o corpo com fogo, água, plantas e vento, e saiu voando em disparada para o céu.

As Mahou Tias saíram voando atrás dele, no entanto, por algum motivo ele era mais rápido que elas, e acabou as despitando, enquanto voava baixo pelas ruas de São Nunca.

As cinco voltaram para o topo do shopping e Adubo falou:

– Repararam que ele não usou a eletricidade?

As cinco confirmaram, e se destransformaram, desceram do teto do shopping por um lugar que não era coberto por câmeras e foram todas para a casa de Leidiane.

Continua…


Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários