Mahou Tias #091 – O Movimento Da Polícia

Logo Vermelho

Na casa de Leidiane, as cinco ficaram acompanhando as notícias, para ver a extensão do estrago que Ganu havia causado.

A Defesa Civil de São Nunca, após avaliar o prédio, julgou que seria mais seguro derrubar o que já havia sido construído, para recomeçar do zero.

Do lado humano, três operários haviam perdido suas vidas, enquanto outros nove estavam seriamente feridos.

Stefani e as outras, acabaram almoçando na casa de Leidiane.

Elas estavam se sentindo fracas, pois mais uma vez não conseguiram evitar mortes.

Então, Vagner apareceu para serrar a boia, e percebeu o desanimo das supermulheres. Quando elas lhe contaram o motivo, o homem falou:

– Eu sempre fiquei assim… Sempre que a polícia acompanhava um caso e alguém envolvido morria… Eu tive que aprender a me conformar que não da pra salvar todo mundo… Infelizmente não tenho uma palavra de consolo pra vocês, só que espero que vocês aprendam a se conformar rápido.

As cinco se entre olharam, mas continuaram caladas.

Após algum tempo Thiago ligou para Vagner, e informou que a polícia estava criando uma equipe especial para caçar Ganu.

Vagner ficou contente, e mesmo estando afastado, se ofereceu para ajudar a analisar as evidencias que fossem encontradas, sobre o esconderijo do índio.

Stefani ligou para a mãe de Viviane, perguntando se podia ir visitar a amiga, e recebeu permissão.

Pouco antes das cinco horas, que era o horário da visita, Tatiane e Vagner deixaram Stefani no hospital.

Após Debora visitar a filha, Stefani entrou na UTI.

A garota achou o lugar opressor, com todos aqueles aparelhos apitando, pessoas entubadas, e fios para todos os lados.

Ao chegar no leito de Viviane, Stefani fez menção de abraça-la, mas recuou ao ver todos os fios que estavam ligados no corpo da amiga.

Stefani e Viviane se cumprimentaram e começaram a conversar, até que Viviane fez sinal para Stefani chegar mais perto e falou:

– Tem uns enfermeiros gatinhos aqui… A Laura não ta com a gente, ela saiu em missão com outros espíritos… Queria que um dos enfermeiros me desse banho.

Stefani olhou em volta, percebendo uma enfermeira próxima segurar o riso, e falou colada na orelha de Viviane:

– Você não tem jeito… E o que você vai fazer agora?

– Eu já to na seca faz um tempo… Tenho que conversar com os espíritos da natureza e tentar convencer eles a não aceitarem ordens de Ganu. Só que essa barulheira não deixa eu me concentrar. – Falou Viviane.

Viviane também contou que Ganu estava querendo purificar São Nunca, oferecendo os mortos no processo como oferendas.

Stefani ficou mais para baixo do que já estava, e saiu da UTI. Do lado de fora do hospital, os pais já a esperavam.

Em casa ela pegou o comunicador e passou a informação de Viviane para as outras quatro, que assim como ela, se sentiram inseguras sem Laura as observando do outro plano.

Continua…


Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários