Mahou Tias #095 – O Pesadelo De Viviane

Logo Vermelho

Depois que chegou em casa, Stefani foi para o quarto, chateada por ter deixado o índio escapar. Se ele machucasse mais alguém, ela julgava que a culpa seria dela.

Ela ficou conversando com Viviane, antes de dormir, por mensagens de texto, em um aplicativo criptografado.

Viviane tentou consolar a amiga, sem êxito.

Stefani foi dormir com lagrimas no rosto.

Viviane esperou a mãe ir dormir, e passou a se concentrar para falar com os espíritos da natureza.

A garota levou um pouco mais de tempo para se concentrar, pois havia perdido a pratica.

Então ela sentiu um arrepio e viu sentada aos pés de sua cama uma sereia de água.

A garota sorriu e falou que não esperava que ela aparecesse.

A sereia respondeu, que ali existia muita água correndo nos canos, se essa era a lógica de Viviane.

Viviane ficou surpresa por o espirito da água ter percebido a forma como ela pensava, e aproveitando o momento questionou:

– Você sabe o que eu quero falar com vocês?

– Sim… Está preocupada com os planos que Ganu tem para esta cidade. – Respondeu a sereia.

– Quais são eles? – Questionou Viviane.

– Não posso dizer, isso diz respeito a nós e a Ganu. – Disse o espirito.

– Ele vai matar pessoas! – Exclamou Viviane.

– Vocês humanos se matam o tempo todo, pelos mais fúteis motivos. Ele tem um motivo plausível, trazer de volta o domínio da natureza sobre a terra. – Explicou a sereia.

– As vidas das pessoas não são importantes pra vocês?

– No futuro, as pessoas vão acabar morrendo em massa por causa de sua negligencia a natureza. Se deixarmos que aconteça agora, teremos menos mortes, acredite. – Contou o espirito despreocupadamente.

Viviane tinha um nó na garganta, ela estava sem argumentos, ela não sabia o que dizer, até que se lembrou das palavras de Laura, e argumentou que a natureza ainda era respeitada, pois os elementos que ela oferecia ainda eram usados para construir as cidades.

A sereia deu risada falando:

– Você tem um pensamento muito semelhante a Ganu. Ambos pensam que suas cidades de pedra são o problema. Saiba que não são. O grande problema da humanidade é o próprio ser humano.

– Mas vocês vão destruir a cidade! – Exclamou Viviane.

– Nos não, quem o fará será Ganu. Assim que ele aprender a controlar o que ele pretende controlar. – Contou a sereia.

– E porque vocês vão deixar? – Questionou a garota.

– Como já te disse, a quantidade de pessoas que morrerão agora, será menor do que as que morrerão no futuro. Mas isso não significa que ele não possa ser parado, matem-no ou veiam com uma solução melhor. Cuidem melhor dos recursos naturais. – Argumentou o espirito.

– Mas isso não depende só da gente! Então o que nos resta é matar Ganu? – Voltou a questionar a garota.

– Pessoas morrerão, agora ou no futuro, em menor ou maior quantidade. Isso vai depender de quem vença essa batalha vocês ou Ganu. Se você quiser fazer algo semelhante ao que Ganu pretende, nos também deixaremos, basta vocês aprenderem a usar os poderes que tem em seu nível máximo, como ele está fazendo.

Viviane colocou o comunicador no ouvido e perguntou se havia alguém acordada, mas ninguém estava na escuta.

A sereia sorriu se despeiu de Viviane desejando boa sorte, e desapareceu.

A garota chorou se sentindo fracassada.

Alguns minutos após se acalmar, ela escreveu tudo o que tinha acontecido e enviou para todos os membros do grupo, através de mensagem criptografada.

Chateada, ela acabou caindo no sono, e viu São Nunca tomada por uma enorme escuridão, não havia luz nos postes, nas casas e nem no céu, era como se uma noite sem lua e estrelas tivesse tomado a cidade.

Viviane acordou com o coração acelerado, e uma enfermeira a observando.

Depois disso ela não conseguiu mais dormir.

Continua…


Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Commentários do Facebook

Comentários