Mahou Tias #106 – As Profecias De Pamela E Augusto Se Cumprem

Logo Roza Azulado

Apesar de a polícia saber a verdade por traz da identidade das Mahou Tias, o IML demorou para liberar o corpo de Augusto.

O corpo chegou no mesmo cemitério em que Tatiane havia sido enterrada as nove da manhã da sexta, dois dias após a morte do homem.

Apesar da capacidade de cura, Pamela ainda tinha algumas marcas no rosto, da troca de socos com Ganu.

Ela estava a esquerda do caixão debruçada sobre ele, chorando aos soluços.

A direita do caixão estava Estela, que também estava debruçada sobre ele chorando ao soluços, com o marido lhe passando a mão nas costas.

Stefani que já havia chorado bastante, estava sentada em um banco na parede da sala do velório, com o rosto entre as mãos, tentando assimilar as duas mulheres que choravam.

Ricardo, Viviane e suas famílias, chegaram juntos indo cumprimentar os familiares de Augusto.

Conforme a notícia de que o corpo havia chegado ao cemitério se espalhava, mais pessoas iam chegando para velar o homem.

Até Osvaldo, o dono da padaria próxima a casa de Stefani estava lá.

Quando chegou, Vagner se aproximou do caixão dizendo baixinho para o falecido:

– Pelo menos deu tempo de arrumar as coisas… Vê se cuida da Tatiane por mim…

Por volta do meio dia, Marina, a avó de Stefani, ex-esposa de Augusto entrou na sala do velório, visivelmente alterada. Ela estava com os olhos e o rosto vermelhos, o cabelo desarrumado e as roupas amassadas.

Mas o que realmente chamou a atenção de todos, é que a senhora trazia uma garrafa de whisky, vazia nas mãos.

Otavio fez menção de ir até a sogra, mas não houve tempo, a mulher se jogou aos pés do caixão, que balançou nos suportes, aos berros:

– Seu imbecil! Como você pode morre! Você já não era mais um moleque! E agora como eu fico!

Levando em consideração o fato de que Augusto havia trocado ela por Pamela, e isso era de conhecimento comum, os presentes no velório ficaram bastante surpresos, e um burburinho começou a correr o lugar.

Otavio deixou uma incrédula Estela de lado, e foi até Marina para conte-la, que se jogou nos braços dele aos prantos.

Até Pamela parou de chorar com a situação, ela estava de olhos arregalados, olhando para Marina com uma sensação de culpa no coração.

Estela se recompôs e junto do marido, tentou tirar Marina do local.

A mulher não queria ir, o que fez Stefani e Ricardo começarem a ajudar, fazendo Marina praticamente sair carregada da sala do velório.

Viviane, ouviu a voz de Laura dizendo para ela ir junto, e foi.

Marina estava se debatendo, tentando se livrar das mãos que a seguravam.

Contudo Marina só foi solta após ser colocada sentada, em um túmulo ao lado de onde Augusto seria enterrado.

Estela, com um misto de indignação e preocupação no rosto falou:

– Mamãe, o papai te trocou, você não tem que chorar por ele!

– Não diz isso, você não sabe de nada! – Exclamou Marina.

De perto, Estela podia sentir o cheiro de álcool vindo da mãe, que não parava de repetir, “você não sabe de nada”.

Estela olhou para o marido e para a filha sem entender nada. E perguntou para a mãe o que ela não sabia.

Ninguém percebeu quando Pamela se aproximou o suficiente para escutar, mas não para ser vista.

Marina encarou a filha, por alguns instantes e falou:

– Seu pai e eu nunca nos separamos…

Estela arregalou os olhos, mas a mãe continuou:

– É melhor eu fala desde o começo… Lembra que teve uma época que seu pai viajou pro Paraguai a pedido da empresa onde ele trabalhava? Ele ficou um ano lá…

– Sim, mas eu era pequena, você até entrou em depressão por causa disso… Mas o que isso tem a ver?

– Nos primeiros dias que seu pai saiu, o Osvaldo da padaria veio faze uma entrega e se aproveito de mim e eu fiquei gravida…

Estela e Stefani cobriram o rosto com as mãos, enquanto Viviane e Ricardo, que haviam percebido a presença de Pamela se colocaram ao lado dela:

– Então foi por isso que você me deixou com uma tia? O Osvaldo de estrupo e você nunca me contou! – Reclamou Estela.

– Eu fugi pra dar a criança embora assim que ela nascesse. Eu não quis aborta.

Lentamente, algumas peças foram se encaixando na cabeça de Stefani, mas ela não falou nada.

Marina colocou a garrafa na boca, mas não havia mais liquido para ela beber. Jogando a garrafa longe ela continuou:

– Uns meses antes da gente fingi se separar, seu pai foi no medico comigo, ai por causa de um exame eu tive que dizer que fiz uma cessaria, mas você nasceu de parto normal.

Alguma coisa na cabeça de Estela, sabia onde aquilo ia parar, mas ela ignorou e Marina continuou:

– Eu contei a verdade pro seu pai… Que me falou que o Osvaldo era estéril.

Viviane e Ricardo trocaram rápidos olhares, prevendo qual seria o fim da revelação:

– Seu pai quis correr atrás da criança pra saber se ela tava bem… E depois de um tempo de investigação, ele encontrou a filha se prostituindo.

Pamela caiu de joelhos no chão incrédula. Otavio bateu na testa, Estela quase caiu no chão, mas Marina não parou:

– Ele não queria que soubessem o que tinha acontecido comigo, e o que eu tinha feito. Então a gente fingiu uma separação, pra ele pode se aproximar da filha… O resto vocês já sabem.

Estela olhou para os lados buscando ajuda, e viu Pamela a irmã deitada no chão se sentindo a pessoa mais suja do mundo.

Então Stefani se lembrou das profecias que Laura havia feito para Pamela e Augusto.

“Você tem sorte Pamela. Poucas pessoas são tão amadas quanto você. Aproveite esse amor, pois parte dele pode se tornar uma agonia”, havia dito Laura para Pamela.

“O senhor é forte, está carregando o mundo nas costas. Mas, quando você cair, esse fardo vai causar dor as pessoas a sua volta”, havia dito Laura a Augusto.

E o avô havia dito que sabia, do que Laura falava.

Estela se sentou no túmulo ao lado da mãe, tentando assimilar as coisas.

Viviane e Ricardo tentavam levantar Pamela do chão.

Otavio pensava: “Porra seu Augusto, o senhor se superou”.

Continua…


YouTube:
https://www.youtube.com/channel/UCDs5OHjNzeEDA356Bo4Lkyw

Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://twitter.com/danilosferrari

https://twitter.com/tresquartoscego

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Parceiros:
http://www.animesphere.com.br/

Commentários do Facebook

Comentários