Mahou Tias #107 – A Resolução De Estela

Logo Roza Azulado

Estela estava sem chão, não só havia perdido o pai, mas também havia descoberto que a mãe havia sido estuprada, que tinha uma irmã, e que essa irmã era a viúva de seu pai.

Marina ficou observando a expressão de Estela, mas como esta não falou nada a senhora disse:

– Ele só queria proteger eu e a garota…

Lentamente os pais adotivos de Pamela foram se aproximando, e tentavam consolar a filha, dizendo que Augusto já tinha vivido bastante, e que tinha morrido lutando.

No entanto, Pamela soltou as palavras, “ele era meu pai”, entre o soluços e as lagrimas.

O pai adotivo de Pamela, que se chamava Astolfo, se aproximou de marina perguntando:

– Então você contou pra eles?

Estela ficou branca, e Pamela emudeceu.

A mãe adotiva de Pamela, que se chamava Cleide, olhou para filha e disse:

– A gente sabia o que você tava fazendo pra coloca dinheiro em casa… O Augusto veio, contou a verdade, e pediu pra gente fica quieto, pra não te envergonha… Você fez de tudo pra esconde da gente, e ele veio com uma solução.

Pamela havia parado de chorar, ela estava arrasada. Não só havia perdido o marido, mas também havia descoberto que este era seu pai, e que seus pais adotivos sabiam de tudo.

Stefani se afastou de todos, pois estava com muita raiva do avô, por mais que ele tivesse boas intenções, havia machucado a mãe e Pamela.

Otavio continuava parado no lugar, tentando descobrir o que fazer ou falar naquela situação.

Viviane puxou Ricardo para um canto, e ficaram observando a distância.

Estela olhou para Pamela deitada no chão do cemitério e começou a chorar, correu até a irmã e a abraçou.

As duas ficaram chorando uma no ombro da outra. Pamela não parava de repetir “desculpa”.

Estela agarrou o rosto de Pamela e ficou a encarando, então falou:

– Não precisa pedir desculpas… Você não sabia…

– Mas eu dormi com meu próprio pai… Isso deve ser mentira… Cadê o DNA? – Endagou Pamela.

– Logo que te conheceu ele arrancou um fio de cabelo seu… Ele mostrou o exame. – Contou Cleide.

Diante da existência de uma prova cabal, Pamela começou a chorar alto, começando a se afastar de Estela.

Porem Estela ia na direção dela e a tentava abraçar dizendo:

– Você não tem culpa, quem tem alguma culpa é meu pai… Nosso pai…

– Eu me sinto suja, nem quando eu me prostituia eu me senti assim… – Confessou Pamela.

– Você amou o homem que te tirou de uma situação que você não gostava, e te deu um futuro… Você tem que ficar feliz… – Disse Estela entre lagrimas.

– Como ficar feliz? – Questionou Pamela.

– O pai arriscou ir pro inferno pra proteger você e a mãe. – Disse Estela de forma conclusiva.

Pamela arregalou os olhos e ficou de boca aberta, em seguida falou:

– Além de tudo eu condenei ele…

– Não… Deus vai ver que ele não fez o que fez por mal, mas por amor, e vai perdoar ele. É no que eu acredito! – Exclamou Estela.

Pamela abraçou Estela, que começou a acariciar o cabelo da irmã dizendo:

– Eu perdi um pai, mas ganhei uma irmã, um pai e uma mãe…

Astolfo e Cleide se entre olharam. Estela percebendo falou entre lagrimas:

– Vocês foram os pais da minha irmã, e fizeram dela uma ótima pessoa. Então eu quero que sejam meus pais também.

Cleide e Astolfo começaram a chorar emocionados, porem Estela continuou:

– A casa que era do meu pai agora é de vocês, a gente não precisa desse dinheiro, então podem continuar morando lá.

Os pais adotivos de Pamela, caminharam indo abraçar Estela e a irmã.

Stefani que observava, estava surpresa, ela não tinha olhado para a situação da mesma forma que a mãe, e sentiu orgulho de Estela, começando a chorar, agora de emoção.

Depois de alguns instantes, Estela se soltou do abraço, se levantou e disse a Otavio:

– Vê com o pessoal da administração se tem como adiantar o enterro, para o mais cedo possível. A gente tem que resolver bastante coisa agora, deixa ele descansar de uma vez.

Otavio foi até a administração acompanhado de Ricardo.

Estela voltou para a sala do velório e encontrou Osvaldo.

Se colocando na frente dele, ela lhe deu um tapa com os cinco dedos, usando as unhas para cortar a pele.

O homem ficou assustado e foi agarrado pela gola da camiseta por Estela, que disse em seu ouvido:

– Eu sei o que você fez com a minha mãe… Seu lixo! Perdeu uma cliente.

Todos ficaram olhando assustados, enquanto Estela dizia que haviam surgido algumas coisas para serem resolvidas, e Otavio estava tentando adiantar o enterro o máximo possível.

Osvaldo foi embora sem falar nada, enquanto as pessoas o seguiam com os olhos.

Continua…


YouTube:
https://www.youtube.com/channel/UCDs5OHjNzeEDA356Bo4Lkyw

Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://twitter.com/danilosferrari

https://twitter.com/tresquartoscego

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Parceiros:
http://www.animesphere.com.br/

Commentários do Facebook

Comentários