Contos – Violência Doméstica

Contos - Três Quartos Cego Capa

As duas amigas continuavam buscando o fim da estrada, novamente sozinhas.

Desde a morte do macho alfa, a égua se sentia triste.

A ave dava bicadas em suas orelhas em forma de carinho. A égua gostava, mas não era o suficiente para anima-la.

A égua havia ficado receosa de sair da estrada, pois em duas das vezes que havia saído, coisas ruins haviam acontecido.

Porém na estrada, não havia água e grama, o que a fazia ter sentimentos esquisitos.

A égua também sentia uma sensação estranha de cansaço, que ela não sentia antes.

A dupla parou em uma cidade, onde na praça central havia um local com água, onde outros cavalos bebiam.

A égua demonstrou aos cavalos que queria saber se podia beber. No entanto, os animais pareceram assustados com os sentimentos da égua.

Sem que os outros respondessem, a égua também começou a beber da água.

A ave saiu da cabeça da égua, indo até a beirada da madeira que continha a água, começando a bebericar.

Quando terminaram de beber, e estavam prestes a sair, um homem e uma mulher humana, que tinha um filhote no colo, saíram brigando de uma construção humana.

O homem alterado acabou agredindo a mulher e a criança.

Quando viu que a fêmea humana não reagiu, a égua, empurrou o macho, se colocando entre eles, relinchando.

Por mais que não gostasse dos humanos, a égua não podia ver uma outra fêmea com seu filhote sendo agredida.

O homem se sentiu afrontado, e sacando de uma adaga, a cravou na égua, que relinchou, se apoiou na patas frontais, girou, escoiceando o homem no queixo.

Deitado, com sangue na boca, o homem não conseguia emitir seus sons humanos direito, e também não conseguia se levantar.

A égua mordeu o cabo da lamina em seu corpo, puxou, ajeitou na boca, deixando a ponta para a frente, e rapidamente desceu a cabeça, a fincando na garganta do macho.

Muito sangue espirrou da boca do homem, e do corte da lamina, até que ele parou de se mexer.

As pessoas que olhavam, estavam boque abertas.

A égua se virou para a fêmea humana, e pode ver que o rosto dela também tinha marcas de feridas.

Um outro macho se aproximou da fêmea humana, tirando uma outra faca da cintura.

A égua se preparou para lutar, mas a fêmea humana, parou o homem dizendo:

– Você sabe que ele me batia sempre. Não machuca ela.

A égua não sabia o que aquele conjunto de sons significava, mas sentia que a mulher estava aliviada.

O humano, um tanto contrariado guardou a faca e saiu.

A égua estava se virando para ir embora, porem a mulher tocou em seu corpo, observando o ferimento com cautela.

Então a mulher começou a andar, fazendo gestos para que a égua a seguisse.

A ave não estava segura, mas a égua, curiosa seguiu a mulher.

Depois de virarem algumas ruas, a mulher entrou em uma construção humana, seguida pela égua.

A ave estava atenta, pois temia o pior.

Após colocar seu filhote em um quadrado de madeira, a mulher molhou um pano em água, e começou a limpara a ferida da égua.

Ardia, mas aquilo, não parecia algo que fosse matá-la.

Após isto, a mulher tirou de uma bacia de madeira, um guento, o passando na ferida da égua.

No início o ardume aumentou, porem conforme ele passava, a dor da ferida aliviava.

A mulher colocou alguns grãos sobre uma mesa, e a ave reconheceu como comida, indo até lá para ver se era bom.

A mulher deu algo laranja e comprido na boca da égua, que comeu e gostou.

Tanto a ave quanto a égua, estavam comendo, e gostavam do que comiam.

A mulher seguiu as alimentando, até que a égua quis ir embora, mas a mulher não permitiu.

Tanto égua quanto ave, podiam sentir que a mulher estava preocupada com os ferimentos da égua.

Se sentindo seguras, ambas resolveram ficar ali, e aproveitar para entender melhor os humanos.


Compre na GearBest através deste link e ajude o site:
https://www.gearbest.com/?lkid=11151656

YouTube Tres Quartos Cego:
https://www.youtube.com/channel/UCDs5OHjNzeEDA356Bo4Lkyw

YouTube – Tres Quartos Cego Diversão e Games:
https://www.youtube.com/channel/UCjYqyqZIqrHjonDXQbtjU5w

Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://twitter.com/danilosferrari

https://twitter.com/tresquartoscego

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/tresquartoscego

http://www.mahoutias.com.br

Parceiros:
http://www.animesphere.com.br/

Commentários do Facebook

Comentários