Contos – A Nova Missão

Anuncio

O fogo ardia na fazenda. Bredgit, que se arrastava, parecia sentir o fogo, mais intensamente.

Se arrastando, a mulher entrou no meio das chamas, que começaram a arder com mais intensidade.

Renã gritou pela mulher, correndo na direção das chamas.

Então todo o fogo cessou de uma só vez.

Bredgit estava caída, nua, mas sem queimaduras.

A casa da fazenda estava condenada, Alana ainda permanecia parada na janela, atônita.

Então um homem, que o soldado não sabia quem era, apareceu, envolto em luz.

Porém Péya e Heleg o reconheceram, era Miguel.

– Lamento por sua perda. Mas eu tinha que testar se vocês não se renderiam aos regenciatos traidores. – Disse Miguel se movendo até o garoto morto.

O arcanjo tocou o corpo da criança, que desapareceu:

– O mandei para junto do Deus verdadeiro.

– Você é o Anjo? – Questionou Renã.

O anjo assentiu com a cabeça, e foi na direção de Alena, a retirando da casa.

Assim que a senhora saiu, a casa desabou.

Miguel, impôs as mãos sobre cada uma das sete mulheres, Sohac, Renã, Péya e Heleg, curando seus ferimentos, e acalmando seus novos dons.

O anjo começou a falar, que aquela esfera, dava o poder de seis elementos, mais cura para o possuidor, no caso, Sohac.

Mas que as outras sete, poderiam cada uma controlar um elemento.

O anjo alertou, que Sohac e Tamira, só poderiam curar ferimentos causados por combate. E que só Sohac poderia curar Tamira, e Tamira poderia curar Sohac. Eles não poderiam curar a si mesmos.

Ninguém interrompeu enquanto o anjo falava, todos, ficaram prestando atenção:

– Assim que se recuperarem, queimem tudo, e se dirijam para Nazaré, em Israel. Lá, fiquem próximos de um jovem chamado Jesus, filho de Maria e José. Esperem que ele comece a andar por essas terras falando sobre o reino dos céus. O protejam e impeçam que o matem, até que ele diga para para-lo de proteger. – Disse o anjo sumindo.

Renã, suspirou, olhou para a avô e disse:

– Nos envolvemos em algo grande. Eu quero ver até onde isso vai.

A senhora, com lagrimas nos olhos, assentiu.

As sete mulheres, se levantaram, ainda tontas, Tamira pegou Sohac, e todos começaram a pegar o que ainda havia de valor na casa.

Fizeram suas malas, e no dia seguinte, já estavam viajando, após incendiar a fazenda.

Commentários do Facebook

Comentários

Deixe uma resposta