Contos – A Guarda Da Flor

Anuncio

Ao ver todos assustados Jesus sorriu dizendo:

– Agora vão para a praia, lá visitem um pescador, em sua casa e digam que sabem que ele cometeu adultério. Ofereçam ajuda, e entrem mar a dentro com ele. Assim que deixarem de ver a margem, parem de remar com um rumo, e deixem que o pai lhes levem. Chegarão a uma ilha. Lá encontrarão Miguel, que lhes dirá o resto.

Antes, que alguém pudesse perguntar algo, Jesus desapareceu.

Então o grupo seguiu para a praia, e avistou um homem, sentado a porta de sua casa.

Renã puxou Sohac que perguntou:

– Você é o pescador que cometeu adultério contra a esposa?

O homem olhou para traz, com medo que as pessoas de dentro da casa tivessem ouvido.

Ele tentou negar, mas se enrolou tanto, que Renã, colocou a mão no ombro do homem e disse:

– Calma, Jesus nos contou sobre você. Viemos oferecer ajuda.

– Jesus! O profeta que foi crucificado! – Disse o homem surpreso.

– Sim, ele voltou dos mortos, e disse para encontrarmos você. – Explicou Renã

O homem acabou admitindo sua traição:

– Eu pensei em fugir, mas não posso deixar minha esposa e filhos sem dinheiro, vão morrer.

Tamira se aproximou, cochichando, que podiam deixar o dinheiro.

Então propuseram ao homem, que em troca do dinheiro deles, ele junto de seu barco se pusessem mar a dentro.

Eles disseram ao homem, que provavelmente, ele não poderia voltar a ver a família.

Tamira entregou o dinheiro, deixando o homem impressionado com a quantidade.

Natanael, o homem, aceitou ir com eles.

Após levar o dinheiro para dentro, disse a esposa que foi contratado por um grupo para fazer uma expedição ao longe, e aquele era o pagamento.

A mulher e os filhos saíram, e viram o grupo subir no barco.

Eles seguiram em linha reta, por um longo trajeto.

Sohac perguntou a Natanael, se já não era mais possível ver a margem.

Quando o homem confirmou, o regenciato, ordenou que erguessem as velas e deixassem o barco à deriva.

O pescador, foi contra, mas como o grupo parecia confiante, ele acabou cedendo.

Eles ficaram à deriva por vários dias, mas nunca passaram fome, pois sempre conseguiam pescar, e Bredgit, com suas chamas, assava o peixe.

Então, passaram por uma tempestade, que quase virou o barco.

No entanto, quando a tormenta passou, haviam colidido com uma praia.

Todos desceram, e de dentro das árvores, saiu Miguel, que ordenou que queimassem o barco. Eles deveriam ficar presos a ilha, até entende-la.

Após destruírem o barco, o arcanjo os levou até o centro da ilha, e explicou:

– Vocês estão sendo incumbidos de cuidar do Jardim do Éden.

O anjo se virou para Sohac, colocou a mão sobre sua cabeça e disse:

– A você Sohac, regenciato, leal a Deus, dou o controle sobre essa ilha. Nada que acontecer aqui, passará sem que você saiba. Também a ilha nunca deixará de suprir a você e aos seus, alimento e matéria prima, para que evoluam, e aprendam sobre a ciência do mundo.

O regenciato, sentiu um calor perpassar seu corpo, então, ele podia sentir cada, folha, cada árvore, cada inseto presente na ilha:

– Vocês, são subordinados a mim, mas terão sua autonomia. Seu objetivo é se tornar forte, para lutarem contra satanás e suas forças no armageddón, a batalha final contra as trevas. Vocês serão o exército da terra. – Explicou Miguel.

Renã, perguntou se a árvore da vida eterna, e do conhecimento do bem e do mal, ainda estavam lá.

O anjo respondeu que não:

– Deus já retirou estes itens daqui. Agora, dominem a ilha e aprendam a respeita-la, que ela respeitará vocês. De tempos em tempos, irei lhes revelando coisas. – Disse Miguel sumindo.

Renã se aproximou de Sohac e disse:

– Bom, pelo visto você é nosso líder. Então o que faremos?

Sohac se colocou entre o grupo e disse:

– Nós, somos o começo de um exército. Acredito que temos muito a aprender. Todo exército tem um nome. Tenho a ideia de um nome e um brasão. Nosso nome será a Guarda da Flor. Nosso brasão, uma flor de sete pétalas, cada uma da cor do cabelo de uma de vocês sete. – Sohac apontou para as sete mulheres. – Com o miolo branco. O espaço entre as pétalas e o miolo, será a cor do fundo onde o brasão for desenhado.

– E tem algum significado esse brasão? – Questionou Heleg.

– Sim, significa, que apesar de nossas diferenças, somos todos um só… Ou melhor, viemos de um só. Nosso brasão é a Flor Arco-íris. Agora, vamos desvendar a ilha.

O grupo se separou, cada um foi para um ponto da ilha, para mapear o local.

E ali a Guarda da Flor se desenvolveu e cresceu, sendo instruídos por Miguel conforme iam evoluindo.

FIM.


Compre na GearBest através deste link e ajude o site:
https://www.gearbest.com/?lkid=11151656

YouTube Tres Quartos Cego:
https://www.youtube.com/channel/UCDs5OHjNzeEDA356Bo4Lkyw

YouTube – Tres Quartos Cego Diversão e Games:
https://www.youtube.com/channel/UCjYqyqZIqrHjonDXQbtjU5w

Twitch(/strong)
https://www.twitch.tv/tresquartoscego

Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://twitter.com/danilosferrari

https://twitter.com/tresquartoscego

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/danilosferrari/

http://www.mahoutias.com.br

Parceiros:
http://www.animesphere.com.br/

Commentários do Facebook

Comentários

Deixe uma resposta