GlaucOma #07 – Os Pensamentos de Oma

Anuncio

Glauc na linha superior Oma na linha iferior. Texto Alinhado a esquerda, em azul, com contornos azul escuro, sobre fundo azul, não tão claro, com um par de olhos na divisa das linhas, alinhados a direita.

Enquanto almoçavam, os irmãos Hercúleo, estavam mais calados do que o de costume. Neide, a mãe do casal, estranhou perguntando:

– Tá tudo bem na escola?

Oma permaneceu calada, porém, Glauco desabafou:

– De novo mãe! Apareceu um cara enchendo o saco. Dessa vez, viramos olhos de múmia.

A garota olhou irritada para o irmão, que não percebeu. Neide, colocou suco em seu copo, bebericou e comentou:

– Eu não sei o que leva alguém a humilhar outra pessoa por uma questão física. Mas, com certeza essa pessoa tem mais problemas do que vocês.

O rapaz, emitiu um gemido estranho, como quem dissesse que não concordava com aquela afirmação.

Assim, que terminaram de almoçar e arrumar a cozinha, Oma foi para seu quarto, pegou seu celular, preparou um livro para a leitura, se deitou na cama, mas algumas linhas depois, não conseguiu se concentrar no que o VoiceOver lia.

Ela estava mexida com as brincadeiras maldosas de Roberto. No entanto, não era com o irmão, que ela estava mais preocupada, e sim com Renata.

Oma já teve boas amigas, mas nenhuma, a qual se sentiu tão apegada como a garota espiritualista. Renata sabia como lhe dar com ela, entendia suas dificuldades e era gentil.

A jovem deficiente, chegava a pensar, que se gostasse de garotas, teria se apaixonado por Renata. Foram apenas dois dias de amizade, mas dois dias, onde a química das duas havia batido.

Além disso, Oma notou, que Renata parecia ser bastante afetada pelas ofensas de Roberto, o que a fez deduzir, que os dois deviam ter compartilhado a mesma classe em anos anteriores.

Oma, apesar de ler bastante, não tinha muita ideia de quais conselhos dar, a alguém que passava por esse tipo de abuso. Já que ela mesma passava, mas reagia de uma maneira que julgava um tanto covarde.

Sempre que ofensas vinham a ela, a jovem não demonstrava reação, fazia de tudo para manter sua expressão o mais fria possível, agindo com indiferença as agressões verbais.

Ela sabia, que Glauco havia cansado de ser agredido e ter que aguentar. Ela sabia, e ele demonstrou mais cedo, que agora ele passaria a rebater. O que podia gerar consequências ruins, já que por vários momentos durante a discussão, Oma notou inflexões de raiva no timbre de voz de Roberto.

Apesar de temer que o irmão entrasse em uma briga física, a qual, certamente perderia, seu sexto sentido, lhe dizia para se preocupar mais com a nova amiga. Ela parecia, por algum motivo, ser mais frágil, apesar de não demonstrar tanto.

Sem conseguir se concentrar na leitura, Oma usou o Whatsapp para ligar para Renata, que não atendeu. Porém cinco minutos depois retornou a ligação:

– Me ligou Oma? – Questionou Renata, com uma voz, que lembrava choro.

– Você estava chorando? – Questionou Oma.

Após alguns segundos de silencio, Renata respondeu:

– Você percebeu…

– Essa é uma coisa que meu irmão e eu temos em comum, perceber mudanças nos timbres de voz das pessoas. – Explicou a garota.

A espiritualista fungou e contou a amiga, que Roberto, a importunava desde a sétima série, quando passaram a estudar juntos. Também revelou a Oma, que desde o início do ano, estava recebendo ofensas em forma de memes, por contas desconhecidas do Twitter:

– Sua família deveria ir a polícia, chamar um advogado. Qualquer coisa. – Se irritou Oma sentando-se na cama.

– Eu sei, mas não sei se teremos dinheiro pra bancar um advogado. Eles costumam cobrar caro. Fora o fato, de que se eu investigar, posso aumentar os ataques.

Oma, ficou em silencio, sem saber o que dizer:

– Você não pareceu achar ruim a ofensa do Roberto. – Afirmou Renata, com tristeza na voz.

– Então… Eu achei ruim sim. A questão, é que prefiro ficar na minha, com a expressão o mais neutra possível, para mostrar indiferença. Se eu discutir vão fazer mais, se eu rir, vão achar que estou gostando. Então prefiro usar todas as minhas forças para ignorar.

– Seu irmão, parece que não segue essa linha. – Disse Renata.

– Sim, ele ficou mais agressivo este ano, Acredito que ele se cansou.

– Ele pode apanhar do Roberto. – Se preocupou a garota cheinha.

– De certa forma, acho que é o que ele quer. Assim, ele fica com a razão, e encrenca o outro. – Explicou Oma.

Renata riu dizendo que era uma forma estranha de resolver as coisas, mas que poderia ser interessante.

Após isso, as duas voltaram a falar de amenidades, tendo uma conversa agradável por vários minutos.


*************

Durante toda a tarde, Glauco, ficou vasculhando as redes sociais de Roberto, em busca de coisas que pudessem ser usadas contra o fortão, para rebater as ofensas.

Ele tentou ligar para Renata, mas ela não atendia. Seu Whatsapp estava ocupado. Assim, pensou em no dia seguinte, se unir a garota, para pensar um contra ataque ao bombado de academia.


Compre na GearBest através deste link e ajude o site:
https://www.gearbest.com/?lkid=11151656

YouTube Tres Quartos Cego:
https://www.youtube.com/channel/UCDs5OHjNzeEDA356Bo4Lkyw

YouTube – Tres Quartos Cego Diversão e Games:
https://www.youtube.com/channel/UCjYqyqZIqrHjonDXQbtjU5w

Twitch(/strong)
https://www.twitch.tv/tresquartoscego

Apoie no Padrim:
http://www.padrim.com.br/tresquartoscego

Pesquisa de Público:
http://goo.gl/forms/6o70pS9aM8

contato@tresquartoscego.com

https://twitter.com/danilosferrari

https://twitter.com/tresquartoscego

https://www.facebook.com/tresquartoscego

https://www.instagram.com/danilosferrari/

http://www.mahoutias.com.br

Parceiros:
http://www.animesphere.com.br/

Commentários do Facebook

Comentários

Deixe uma resposta